Fui demitida: E agora ?

Todos nós sabemos o quanto é difícil passar por uma demissão, principalmente quando você ainda não está com a vida financeira organizada, e pode ser até que você gostava da empresa em que você trabalhava.

O fato é que nos últimos anos, por conta da crise econômica, milhares de brasileiros vêm se deparando com a dura realidade enfrentada pela demissão. Esse processo, foi intensificado com essa pandemia que estamos vivendo.

O texto de hoje é uma análise sobre as questões financeiras como lidar perdas X riscos, com nossas emoções pós demissão, como superar esse processo e dar o primeiro passo para novas oportunidades.

  • Você foi demitido?

No primeiro momento, o melhor a fazer é manter a calma. Não adianta ficar irritado, revoltado, brigar com a família, culpar a empresa, se preocupar de forma desesperada com as necessidades familiares.

Lembre-se que deixar aflorar sentimentos como raiva, ira, revolta, dar vazão a brigas dentro de casa, apenas afastarão você de se recolocar no mercado de trabalho. Além do que podem acarretar um mal-estar e então você pode acabar necessitando de um apoio médico ou psicológico.

É normal se preocupar com a continuidade e atendimento das necessidades básicas familiares, a questão de honrar com seus compromissos financeiros, pagamento de aluguel, plano de saúde, supermercado, entre outros. Mas é necessário antes de qualquer coisa ter calma e focar na resolução da situação.

No primeiro momento o melhor a ser fazer é manter a calma. Lembre-se de que a dificuldade tende a ser provisória e entrar em desespero só vai agravar o problema. Trabalhe seu autocontrole. Em casos extremos em que você se sinta desesperado, com insônia pode ser necessário buscar ajuda médica ou psicológica.

  • Como superar uma demissão?

É em meio a um momento de difícil como este da demissão e perda do sustento familiar, que muitos se sentem perdidos e não sabem como superar e buscar um outro caminho, rumo a conquista de um novo emprego.

Quando estamos perdendo, seja a renda, clientes no caso do negócio, a gente fica com a cabeça meio fora da nossa realidade, e é nesse momento que precisamos tomar bastante cuidado, pois diante de perdas nós acabamos assumindo mais riscos, que normalmente nós não aceitaríamos correr.

Isso deve servir como um alerta, nesse momento de pura incerteza na economia mundial, tenha muito cuidado com promessas mirabolantes, golpes, qualquer coisa que pareça a solução dos seus problemas. Preserve o que você já tem, e avalie novos caminhos.

Para te ajudar, separamos algumas dicas para encarar esse momento, e se relocar no mercado de trabalho.

  1. Seja otimista, sabemos que você conta com o salário para sustentar a família, porém tem motivos para se preocupar ao ser demitido. O otimismo, faz você ver essa demissão como uma oportunidade, de buscar um trabalho melhor, ou até mesmo dependendo dos seus objetivos, abrir o seu próprio negócio.
  2. Faça networking, quando esse momento de isolamento passar, vá a lugares onde têm encontros de negócios, palestras, troque contatos, leve seu cartão de visita, portfólio, folder, se faça presente. Jamais tenha vergonha de sua condição momentânea de desempregado.

Enquanto isso, faça as ações de forma online, adicione empresas e profissionais de seu interesse no linkdin.

  1. Atualize seu currículo, aproveite o tempo livre para desenvolver habilidades que irão agregar valor ao currículo. Várias plataformas disponibilizaram cursos online de forma gratuita. É muito importante manter o currículo atualizado, para se recolocar no mercado.
  2. Faça uma faxina organize a vida pessoal e profissional, reflita sobre quais empresas gostaria de trabalhar antes de enviar CVs sem direção.

Pesquise sobre a empresa e sobre a vaga que está sendo ofertada, através das redes sociais, antes de ir a entrevista.

  1. Mantenha-se informado e atualizado, faça cursos na área de interesse, participe de palestras e acompanhe as principais notícias sobre a sua área de trabalho.
  2. Ao preencher pedidos de emprego, seja otimista, mas, seja honesto e não minta, fale exatamente sua experiência.
  3. Por último, mas não menos importante faça atividade física, mas o que a atividade física tem a ver com um novo emprego?

Quando praticamos exercícios nos sentimos revigorados e prontos para exercer de forma mais criativa nossas atividades profissionais ou pessoais, assim faça da atividade física uma aliada.

Sobre o item 7 é válido reforçar que é principalmente nessa fase que você está em busca de um trabalho que algumas doenças podem ser desenvolvidas, como a ansiedade de receber uma ligação da empresa que você fez entrevista.

Sendo assim, a prática de exercícios físicos ajudam a manter a mente saudável, ou seja, para manter sua mente sã praticar exercícios vai ajudar bastante a liberar a adrenalina além de diminuir a tensão.

 

Você não precisa ficar várias horas fazendo exercícios e suando sem parar, por isso, procure uma atividade que lhe agrade, e se achar melhor para ter um incentivo convide um amigo para participar, faça caminhadas, vá até um parque próximo de casa ou procure centros esportivos públicos que ofereçam atividades gratuitas.

Avaliando o momento!

Por incrível que pareça esse tema não é muito bem trabalhado, nem na questão da motivação para incentivar o profissional a ver novas oportunidades e nem na questão financeira, como por exemplo, como utilizar a rescisão?

Desta forma, pode ser um momento muito oportuno para empreender, se você nunca fez isso pode ser um momento interessante, ou para começar investir, são várias as questões no sentido financeiro, chamo atenção também para você não ver a questão da sua demissão como um momento exclusivamente ruim.

Ás vezes nós precisamos sim, de um “pé na bunda” para falar: eu estava patinando até agora na minha vida, e eu me perdi por fazer aquilo que eu não gosto, aquilo que não faz sentido pra mim, que eu não tenho afinidade, eu não estava sendo produtivo, eu não era feliz, eu maltratava as pessoas tanto no meu ambiente profissional, quanto no meu ambiente pessoal.

Então, se faça essa pergunta: O que realmente eu gosto de fazer?

Isso é sempre um convite para refletir sobre sua vida, suas prioridades, promover o autoconhecimento e refletir sobre nossos erros e acertos.

Leia também: Invista em você

Facebook Comments

Deixe um comentário